Centro Hospitalar de Lisboa Ocidental, E.P.E. Hospital de Santa Cruz
 
Pesquisa
  Emergência Informações Úteis Mapa do Site Mapa HEPE
 
 
 
 
 
Como Actuar?
 
Envenenamento

O envenenamento é o efeito produzido no organismo por um veneno, quer este seja introduzido por via digestiva, por via respiratória ou pela pele.

A.Envenamento por via digestiva

1.Produtos alimentares

Sinais e Sintomas:
- Arrepios e transpiração abundante, dores abdominais, náuseas e vómitos, diarreia, vertigens, prostração, síncope, agitação e delírio.

O que deve fazer:
- Interrogar a vítima no sentido de tentar perceber a origem do envenenamento.
- Manter a vítima confortavelmente aquecida.

É uma situação grave que necessita de transporte urgente para o Hospital.

2.Medicamentos

Sinais e Sintomas:
Dependem do medicamento ingerido: pode-se observar vómitos, dificuldade respiratória, perda de consciência, sonolência, confusão mental, etc.

O que deve fazer:
- Interrogar a vítima no sentido de tentar obter o maior número possível de informações sobre o envenenamento.
- Pedir imediatamente orientações para o Centro de Informação Anti-Venenos:
Tel.: 21 795 01 43; 21 795 01 44; 21 795 01 46.
Indicar o produto ingerido, a quantidade provável, a hora a que foi ingerido e a hora da última refeição.
- Manter a vítima confortavelmente aquecida.

É uma situação grave que necessita de transporte urgente para o Hospital.

3.Produtos Tóxicos
Muitos produtos químicos são altamente tóxicos quando ingeridos: detergentes, outros produtos de limpeza, lixívia, álcool puro ou similares, amoníaco, pesticidas, produtos de uso agrícola ou industrial, ácidos (sulfúrico, clorídrico, nítrico e outros), gasolina, potassa cáustica, soda cáustica, etc.

Sinais e Sintomas:
Constituem importantes sinais a informação da vítima ou de alguém indicando contacto com o veneno ou a presença perto da vítima de algum recipiente que possa ter contido ou contenha veneno.
Os sintomas variam com a natureza do produto ingerido; podem ser:
- Vómitos e diarreia.
- Espuma na boca.
- Face, lábios e unhas azuladas.
- Dificuldade respiratória.
- Queimaduras à volta da boca (venenos corrosivos).
- Delírio e convulsões.
- Inconsciência.

O que deve fazer:
- Se a vítima estiver consciente, interrogá-la no sentido de tentar obter o maior número possível de informações sobre o envenenamento.
- Pedir imediatamente orientações para o Centro de Informação Anti-Venenos:
Tel.: 21 795 01 43; 21 795 01 44; 21 795 01 46.
- Em caso de ingestão de álcool, e apenas neste caso, dar uma bebida açucarada.
- Em caso de queimaduras nos lábios, molhá-los suavemente com água, sem deixar engolir.

O que não deve fazer:
- Dar de beber à vítima, pois pode favorecer a absorção de alguns venenos.
- Provocar o vómito se a vítima ingeriu um cáustico, um detergente ou um solvente.

Em caso de intoxicação conduzir a vítima imediatamente ao Hospital, levando amostras do veneno encontrado.

B.Envenenamento por via respiratória
Os mais frequentes são o envenenamento pelo gás carbónico (fossas sépticas), pelo óxido de carbono (braseiras) e pelo gás propano/ butano (gás de uso doméstico).

Sinais e Sintomas
A vítima começa por sentir um vago mal-estar, seguido de dor de cabeça, zumbidos, tonturas, vómitos e uma apatia profunda que a impede de fugir do local onde se encontra.
A este estado segue-se o coma, se a vítima não rapidamente socorrida.

O que deve fazer:
- Entrar na sala onde ocorreu o acidente, contendo a respiração, e abrir a janela.
- Voltar ao exterior para respirar fundo.
- Entrar de novo e arrastar a vítima para fora.
- Colocar a vítima em local arejado.
- Desapertar as roupas.
- Se necessário fazer ventilação assistida.

Atenção:
Se se tratar de uma fossa séptica não tente retirar a vítima sem utilizar máscara anti-gás.

É uma situação grave que necessita de transporte urgente para o Hospital.

 
 
       Topo  
  Logotipo dos Hospitais SA 2014 Direitos Reservados - Centro Hospitalar de Lisboa Ocidental, E.P.E. Hospital de Santa Cruz Símbolo de Acessibilidade na Web www.acessibilidade.net